TVEJO
LitoralPrinciais Notícias

Novas sondagens no solo marcam avanço no projeto da Ponte de Guaratuba

Amostras do solo ao lado de rodovia vão orientar a elaboração das soluções de engenharia para o acesso da ponte ao lado de Matinhos, no Litoral. Até o momento já foram investidos R$ 3.384.160,74 em todos os serviços realizados. O cronograma da Ponte de Guaratuba prevê um prazo de seis meses para concluir esta etapa atual.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), realizou nesta semana as primeiras sondagens em solo na margem de Matinhos, no Litoral, como parte das obras de implantação da nova Ponte de Guaratuba.

Os equipamentos fizeram duas perfurações para coletar amostras do solo ao lado da PR-412, em local onde serão executados a ponte e os seus novos acessos. Ali, futuramente, será elevado o nível da pista, que irá se encontrar com o tabuleiro da obra de arte especial.

Por meio de ensaio a percussão e verificação visual das amostras serão determinados a resistência e o tipo de materiais presentes no solo, fatores que vão influenciar as soluções de engenharia para implantação da ponte. As amostras vão ficar armazenadas no canteiro de obras para referência futura.

Os veículos e equipamentos de sondagem ocuparam uma faixa de rolamento da rodovia, com a operação sendo acompanhada por agentes de trânsito do DER/PR, e contando com sinalização provisória.

Nesse momento continuam em andamento as sondagens por percussão e rotativa em solo na margem em Guaratuba, inclusive empregando a sonda que estava embarcada para as perfurações na baía.

As sondagens aquáticas na Baía de Guaratuba foram concluídas no final de junho, com um total de 15 perfurações.

PROJETO EM ANDAMENTO 

Nesta etapa as frentes de trabalho da ponte atuam também na elaboração dos relatórios de engenharia do Projeto Básico e Projeto Executivo de Engenharia da ponte, contemplando plano de trabalho, soluções da Obra de Arte Especial (ponte), estudos geotécnicos, estudos topográficos, caderno de projetos da OAE, cadernos de projetos da implantação dos canteiros, planos de rigging (uso de equipamentos, como guindastes, gruas, etc) e levantamentos topográficos no local de implantação do canteiro e dos acessos à ponte.

E uma terceira frente está dedicada aos relatórios ambientais para atender as solicitações dos órgãos competentes, sendo um pré-requisito para obter a Licença Ambiental de Instalação, necessária para iniciar a etapa de execução da obra.

Até o momento já foram investidos R$ 3.384.160,74 em todos os serviços realizados. O cronograma da Ponte de Guaratuba prevê um prazo de seis meses para concluir esta etapa atual, com as obras começando ainda no segundo semestre deste ano. O investimento total será de R$ 386,9 milhões.

TRÁFEGO – A Ponte de Guaratuba terá quatro faixas de tráfego, calçadas e ciclovias. A obra prevê também adequações das vias de acesso à ponte, facilitando tanto o seu uso quanto o deslocamento para os espaços próximos.

Foto: DER.

Fonte: AEN

Postagens relacionadas

Tire suas dúvidas sobre o JOIÃO!

admin

Prefeitura de Piraquara alerta para cuidados com animais peçonhentos nesse período mais quente

Camile Kogus

Votação em todo país seguirá o horário de Brasília

admin

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação

Política de Privacidade e Cookies